Dengue: uma epidemia em meio à pandemia

Colégio Positivo promove ações a fim de prevenir, evitar e reconhecer a doença

Dando sequência às iniciativas de prevenção frente ao aumento no número de casos de dengue, o Colégio Positivo promove uma live sobre o assunto na próxima terça-feira, dia 26 de maio, às 17h, em sua página no Facebook. Com o título Dengue: no meio de uma pandemia como fica a epidemia?, instiga alunos, pais, familiares, professores e colaboradores a refletirem sobre os cuidados que também se fazem necessários para evitar a proliferação – os quais, há alguns meses, têm sido deixados de lado, considerando que todos estamos olhando somente para a pandemia do novo coronavírus.

Para elucidar o assunto, participam os professores de Geografia, Eduardo Lopes, e de Biologia, Guilherme Teitge, do Ensino Médio do Colégio Positivo, além dos convidados Flávio Feltrim, membro e coordenador do LaboClima/UFPR (Laboratório de Climatologia do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Paraná) e coordenador da câmara de adaptação às mudanças climáticas no Fórum Paranaense de Mudanças Climáticas, e Natália Ferreira, doutora em Genética e Biologia Molecular e diretora da Oxitec do Brasil – empresa britânica que desenvolveu, dentro do laboratório da Universidade de Oxford, um mosquito geneticamente modificado e trouxe-o ao Brasil para suprimir a população do Aedes aegypti, o mosquito da dengue, zika, febre amarela e chikungunya.

O Colégio Positivo também já disponibilizou uma cartilha sobre como prevenir e evitar a disseminação do Aedes aegypti e quais são os sintomas e sinais de alerta da doença. Além disso, vai trazer o tema para a sala de aula virtual para seus mais de 20 mil alunos na semana de 25 a 29 de maio.

voltar ao topo